Reabertura após reforma marca nova fase do Museu de Iguape

"A exposição é permanente e, atualmente, conta com 120 peças em seu acervo. Outras 45 estão na reserva técnica para serem recuperadas".
 
Mais um atrativo turístico do centro histórico da cidade foi reaberto ao público, após dois meses em reforma. O local não passava por reparos há dez anos.  A fachada foi revitalizada pelos alunos da Oficina de Restauro do Senai e pintada nas cores azul e branco, cores da bandeira do município. Na parte interna os serviços foram executados por servidores municipais.
Com isso, os espaços foram remanejados e ficaram distribuídos da seguinte forma: os dois ambientes térreos reúnem fósseis, fotos, réplicas, documentos de escavações e painéis que descrevem os processos arqueológico e indígena. No piso superior, os visitantes encontrarão a parte histórica da cidade, desde  a escravidão, os ciclos do ouro e do arroz, a participação de iguapenses na Revolução de 32, os velhos carnavais até o achado da imagem do Senhor Bom Jesus de Iguape. Os responsáveis pelo trabalho de reorganização foram os funcionários Nice Helena de Oliveira, Fátima Ap. Costa de Oliveira e Benedito Rosa.
Todos os ambientes se completam o que torna o passeio agradável e informativo. O Museu está instalado no prédio onde funcionou a 1ª Casa de Fundição de Ouro do Brasil, no século XVII. A iniciativa foi da Prefeitura, por meio do Departamento de Cultura e Turismo.
Os Museus representam as maneiras de a sociedade expor o seu passado e o seu presente, as formas de dispor a sua cultura material, os processos de preservação e concepção do patrimônio público.
Reabertura| Na solenidade de reabertura, que aconteceu na noite de quarta-feira, 24 de julho, o prefeito Joaquim Antonio Coutinho Ribeiro e o presidente da Câmara de Vereadores, João Carlos Spínula, foram convidados para o ato de descerramento da placa de revitalização. Antes, uma figura ilustre foi lembrada pela sua perseverança, determinação e contribuição para a arte, em todas as suas formas e que hoje faz parte da história da cidade, o nome dele é Roberto Gomes Collaço.
Os discursos versaram sobre a importância do ato para a cidade, uma vez que representa o resgate da história, a memória e as ricas lembranças que não podem ser esquecidas. A administração pretende renovar o seu acervo  e conta com a contribuição da população para que doem documentos, peças entre outros elementos que tenham relevância histórica com pessoas e com a cidade de Iguape. O evento contou a apresentação dos músicos Adriel e Mauro. As visitas de escolas já podem ser agendadas pelo telefone 13.3841-3012.

Related

Notícias 4665821135474044516

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item