Com defesa intransponível, Barça visita PSG em busca da 2ª vitória na Liga dos Campeões


"Espanhóis e italianos fazem o principal jogo da rodada da competição europeia".

Invicto no Campeonato Espanhol, com cinco vitórias e um empate, e ostentando o rótulo de único time da Europa a não ter a defesa vazada nesta temporada até o momento, ao lado da Juventus, o Barcelona enfrenta o Paris Saint-Germain, nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília), no Estádio Parque dos Príncipes, em Paris. Depois de estrear com vitória simples diante do APOEL, do Chipre, a equipe catalã tenta engatar a segunda vitória consecutiva para abrir vantagem na liderança do Grupo F.
Embalado pela goleada de 6 a 0 diante do Granada, no fim de semana, os comandados de Luis Enrique chegaram a capital francesa na manhã desta segunda-feira com moral para encarar o fragilizado PSG, que vem de um empate diante do Toulouse, na última rodada do Francês, além de ter tropeçado na estreia da Liga dos Campeões contra o Ajax, fora de casa, ficando no 1 a 1 na Amsterdã Arena.
À exceção do brasileiro Douglas, que sentiu uma lesão no pé esquerdo durante o último treinamento na Espanha e foi substituído por Montoya na relação de jogadores, a equipe azul-grená tem o elenco completo para o primeiro dos dois confrontos diante do PSG nesta fase de grupos, principal equipe que pode rivalizar com o Barça pela primeira posição da chave.
Além de Montoya, outra novidade entre os relacionados é o zagueiro francês Jeremy Mathieu que, recuperado de lesão e em dia com o condicionamento físico, surge como opção para a defesa no banco de reservas. Voltando a seu país de origem, Mathieu fala sobre a responsabilidade de manter a defesa catalã intacta.
“É um grande desafio para manter a defesa zerada. A marcação começa no setor de ataque, e quando todo mundo faz o trabalho, fica mais fácil. Será um jogo muito difícil, mas tentaremos encarar e manter a dinâmica”, falou. “Tentarei fazer o máximo possível para ajudar a equipe, estou contente que algumas pessoas têm elogiado meu trabalho”, prosseguiu o defensor.
Após marcar um hat-trick na última partida pelo Espanhol, Neymar se mostrou motivado para o jogo em Paris e, com um discurso ponderado, evitou em projetar a liderança da chave. “Não podemos neste momento pensar em terminar na liderança e sim em somar o maior número de pontos. Temos que pontuar em Paris, buscar uma vitória. Disparar na liderança ou garantir a classificação com antecedência vai ser consequência de como vamos encarar cada compromisso”, falou o atacante brasileiro, que vem se destacando cada vez mais na parceria com Messi sob o comando de Luis Enrique.
Enquanto o Barcelona vem aumentando o entrosamento gradativamente, o Paris Saint-Germain vive dias difíceis. Apesar da terceira colocação na tabela do Campeonato Francês, os comandados de Laurent Blanc somam apenas três vitórias e cinco empates na Ligue 1, e após estrearem tropeçando diante do Ajax, precisam da vitória – principalmente diante do maior postulante à classificação – para ressurgirem na disputa pelas vagas às fases eliminatórias.
Porém, Blanc conta com desfalques importantes para o confronto no Parque dos Príncipes. O capitão Thiago Silva, lesionado, segue fora da equipe, assim como Ibrahimovic, que não se recuperou a tempo da contusão no calcanhar e segue como desfalque no setor de ataque. A vaga do camisa 10, para atuar ao lado de Cavani no ataque, deve ficar entre Lavezzi e o jovem Bahebeck, que fez o gol do empate do PSG diante do Toulouse, na última rodada.
Mesmo ausente do confronto, o atacante sueco comentou sobre a importância da partida e disse acreditar no fator casa e na força dos torcedores para a equipe se sair bem diante dos espanhóis. “Para nós, essa partida é uma grande chance de retomarmos o caminho ideal nesta temporada. Contra o Barcelona o jogo é sempre imprevisível e até fica difícil projetar uma pontuação. Mas como não conseguimos vencer na estreia, não temos escolha e tenho certeza que vamos crescer muito com o apoio do nosso torcedor para vencer e iniciar uma bela arrancada nesta chave”, falou Ibrahimovic.
Ao falar sobre a baixa adversária, o técnico do Barça, Luis Enrique, reconheceu que a ausência de Ibrahimovic é diferencial para qualquer equipe. “O planejamento não se muda por quem joga ou não. É uma baixa terrível para qualquer equipe, mas o PSG continua sendo um rival perigoso, com muitos recursos. É um candidato à conquista da taça”, comentou o espanhol.

Related

Notícias 8099663554469818813

Postar um comentário

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item