Dilma e Aécio traçam estratégias para o segundo turno


"Petista fala em mais mudanças enquanto tucano aposta na união de forças".

Os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) preparam suas estratégias para o segundo turno das eleições. Já na noite de domingo, após a confirmação dos votos (41% para Dilma e 33% para Aécio), eles se pronunciaram dando o tom dos próximos passos rumo à reta final das eleições. A petista reforçou que entendeu o "recado" das urnas e reforçou que fará "todas as mudanças necessárias". Já Aécio destacou que era hora de "unir forças" e que sua candidatura não é mais de um partido, mas de todo o Brasil.
Dilma fala em mudanças
Primeira colocada no 1º turno da eleição à presidência da República, a candidata a reeleição Dilma Rousseff (PT)  disse que  o “recado” das urnas foi o de um projeto de mudança que ela representa. “Farei todas as mudanças necessárias”, disse Dilma,  que lembrou que na trajetória do Partido dos Trabalhadores, essa foi a sua sétima vitória. “Mais uma vez o povo brasileiro me honrou com sua confiança ao me dar a vitória nessa disputa. Na nossa trajetória, essa é a sétima vitória, duas na primeira eleição de Lula, duas na segunda eleição de Lula, duas na minha eleição, e essa nesse primeiro turno da minha eleição”, disse Dilma, que por várias vezes citou o termo “ideias novas”, prometendo controle maior da inflação.
Dilma fez questão de citar o nome de Eduardo Campos, morto em agosto. Em um trecho do discurso, ela conclamou “construtores de futuro que não deixaram jamais o Brasil voltar atrás. Ela pediu apoio para o segundo turno e sinalizou tentativa de aproximação com o PSB . "Essa foi uma campanha que no início foi marcada por uma tragédia, que a morte do companheiro Eduardo Campos, que esteve comigo no meu governo e no governo do presidente Lula”, afirmou.
A petista disse que o resultado das urnas deu o recado de que “o povo brasileiro anseia por mais avanços e disse que quer ver o projeto que eu represento, e que quer ver nesse projeto a mais legítima e confiável força de mudança”. “Eu farei todas as mudanças que forem necessárias para que o Brasil e a vida de cada brasileiro melhore cada vez mais”, disse a presidente, que em diversos momentos de sua fala usou o termo “ideias novas”, inclusive quando criticou as taxas de juros e de desemprego da era PSDB.
Dilma também sinalizou uma ampla política de alianças para o segundo turno. "Quero dizer que estamos abertos a receber todos aqueles que quiserem nos apoiar, de braços abertos”, afirmou.
Nesta segunda-feira (6), Dilma se reúne com integrantes da coordenação de campanha no Palácio da Alvorada. Além de encontro com assessores ao longo do dia, a candidata à reeleição pode ir à Bahia ainda nesta segunda-feira, estado em que o candidato petista Rui Costa surpreendeu e foi eleito governador no primeiro turno.
Aécio: "Juntos, saberemos transformar os sonhos em realidade" 
O candidato do PSDB à Presidência da República, Aècio Neves, deu entrevista na noite deste domingo e prestou uma homenagem a Eduardo Campos, morto num acidente aéreo em Santos. "Quero deixar uma palavra de homenagem a um amigo, homem público digno que foi abatido por uma tragédia: Eduardo Campos. A minha reverência. Nós saberemos transformar os sonhos em realidade".
O tucano disse que vai intensificar as ações para o segundo turno, já a partir deste segunda-feira. "É hora de unirmos as forças. A minha candidatura não é mais de um partido, mas de todas as alianças e de todos os brasileiros que têm a capacidade de sonhar".
Aécio Neves afirmou ainda que é possível dar ao país um governo decente e eficiente. "Tive orgulho das companhias que tive nesta caminhada. Todos aqueles que tiverem uma contribuição para dar serão bem-vindos. Reafirmo que este não é mais o meu projeto. É de todo o Brasil".
Ele também lembrou as palavras do avô, Tancredo Neves, que há 30 anos disse: "não vamos nos dispersar". "Estamos apenas no meio da caminhada, e espero fazer esta caminhada ao lado dos brasileiros".
Aécio Neves viaja na manhã desta segunda-feira (6) para São Paulo, onde fará reuniões fechadas ao longo do dia. O presidenciável não deve ter compromissos públicos hoje e deve trabalhar na definição do calendário de viagens de campanha até as eleições do segundo turno,  marcadas para 26 de outubro.

Related

Política 6357663648680069

Postar um comentário

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item