MEC altera processo de seleção do Fies para evitar vagas ociosas


"Valor mínimo de mensalidade financiada cai de R$ 100 para R$ 50".

Com cerca de 50% das 250 mil vagas ofertadas pelo Fies no primeiro semestre deste ano ociosas, o governo decidiu facilitar o acesso dos alunos. Depois da seleção regular, em junho, um novo processo para vagas remanescentes será aberto, e nesta etapa a matrícula se dará por ordem de inscrição, desde que o estudante obtenha o mínimo de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tire zero na redação.

O governo estuda ainda aumentar o teto da renda familiar exigido como critério para ter direito ao financiamento, hoje de 2,5 salários mínimos por pessoa. O Ministério da Educação (MEC) já decidiu diminuir de 70% para 60% a proporção de contratos que devem ser obrigatoriamente abertos pelas instituições em áreas consideradas prioritárias (engenharias, formação de professores e saúde).

O valor mínimo de mensalidade que o estudante pode financiar pelo Fies caiu de R$ 100 para R$ 50 e o prazo para apresentar documentação na instituição, antes de efetivar a matrícula, foi estendido de cinco dias corridos para cinco dias úteis. Outro ponto importante é que agora, assim como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o estudante poderá alterar sua escolha de curso quantas vezes desejar durante o período de inscrições, ao saber qual é a nota de corte para cada um.

Anunciadas ontem pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as mudanças ocorrem menos de um ano após o governo endurecer regras. Após duas edições do programa sob essas normas, verificou-se um nível elevado de ociosidade de vagas: o aluno consegue a pontuação, mas ultrapassa o teto da renda, ou vice-versa. Há também desinteresse por alguns dos cursos prioritários que as instituições passaram a ter que oferecer via Fies.

Na seleção do segundo semestre de 2015, cerca de 17 mil de um total de 61 mil vagas não foram preenchidas. Neste ano, o número é cerca de 120 mil. O montante remanescente continua em aberto, e o que ainda sobrar deve ser reofertado na seleção do segundo semestre deste ano, que abrirá inscrições em 14 de junho. O calendário do Rio será diferenciado em função das Olimpíadas, mas ainda não há datas definidas.

Mercadante apresentou ainda novos indicadores de qualidade: um que avalia cursos e o outro as instituições. Foi criado, para substituir o Conceito Preliminar de Curso (CPC), o Índice de Desempenho dos Cursos (IDC), que englobará variáveis também inéditas, como o Indicador de Trajetória dos Estudantes (ITE), além de manter outras já usadas. No lugar do Índice Geral de Cursos, será utilizado o Índice de Desempenho Institucional (IDI), que também conta com novas ferramentas de avaliação.

Fonte: Globo

Related

Notícias 179906406982584412

Postar um comentário

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item