Petrobras reduz plano de investimento para US$ 74,1 bilhões em 5 anos

Foto: Reprodução
"Valor é de 25% menor que os US$ 98,4 bi previstos no plano anterior.
Plano prevê também US$ 19,5 bilhões em venda de ativos e 'parcerias'". 

O Conselho de Administração da Petrobras avaliou que seu Plano de Negócios e Gestão 2017-2021 será de US$ 74,1 bilhões. O valor é 25% menor que os US$ 98,4 bilhões previstos para o plano do período anterior, anunciado em janeiro deste ano. Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira (20), por meio de um comunicado enviado ao mercado. 

O plano prevê também arrecadar US$ 19,5 bilhões com a venda de ativos (os chamados desinvestimentos) e parcerias  entre 2017 e 2018. 

Com essa estratégia, a estatal diz buscar a "recuperação da solidez financeira" e reduzir sua enorme dívida, sem precisar fazer novas captações no mercado financeiro. Ao final de junho, o endividamento total da companhia era de R$ 397 bilhões.

Perto das 12h40, as ações da Petrobrasx lideravam as altas do Ibovespa, com as preferenciais subindo mais de 3%, enquanto a Bovespa avançava 0,62%. Veja a cotação
Analistas ouvidos pela agência Reuters aguardavam investimentos até 2021 de cerca de cerca de US$ 80 bilhões.

Este plano é o primeiro sob a gestão de Pedro Parente, que chegou à presidência da Petrobras em junho, nomeado pelo presidente Michel Temer.  
 
Apesar do aumento do desinvestimento, Parente garantiu que a Petrobras "não vai ser uma empresa menor em óleo e gás" e que o crescimento da produção deverá chegar a 30% a partir de 2019.

Confira os principais pontos do Plano de Negócios 2015-2019:
- Redução de 25% nos investimentos, para US$ 74,1 bilhões em 5 anos
- Meta de US$ 19,5 bilhões em vendas de ativos e parcerias entre 2017 e 2018
- Empresa deixará setores de produção de biocombustíveis, distribuição de gás de cozinha, produção de fertilizantes e participações em petroquímica.
- Previsão de redução da alavancagem (termômetro de endividamento medido pela relação de dívida líquida/Ebitda) de 5,3 vezes em 2015 para 2,5 vezes em 2018.
- Estatal espera elevar a produção total, de 2,62 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed) em 2017 para 3,41 milhões de boed em 2021, sendo 2,77 milhões no Brasil
- Petrobras vê preço médio do barril de petróleo Brent a US$ 48 em 2017; para 2018, projeção é de barril a US$ 56, subindo para US$ 68 em 2019 e em US$ 71 em 2020 e 2021.
Fonte: G1

Related

Notícias 1670186378258469224

Postar um comentário

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item