Daniel Cormier reconhece: seu legado depende de vitória sobre Jon Jones

Foto:Evelyn Rodrigues
Wrestler olímpico. Ex-campeão peso-pesado do Strikeforce. Campeão peso-meio-pesado do UFC. Vitórias sobre lendas do MMA como Anderson Silva, Dan Henderson e Frank Mir, além de grandes nomes como Josh Barnett, Roy Nelson, Alexander Gustafsson e Antônio Pezão. O currículo de Daniel Cormier parece lhe garantir um lugar na lista dos melhores lutadores de todos os tempos. Contudo, uma única derrota em seu cartel outrora perfeito faz com que o atleta americano veja seu legado como incompleto até que ele tenha uma oportunidade de revanche: o revés sofrido para Jon Jones, no UFC 182, em janeiro de 2015.

A pouco mais de uma semana de outra revanche, contra Anthony Johnson, no evento principal do UFC 210, o atual campeão dos pesos-meio-pesados admitiu que, para ser colocado entre os melhores da história do MMA, precisa de uma nova chance contra Jones, ex-campeão da categoria, cujo cinturão foi conquistado por Cormier numa vitória sobre Johnson, após "Bones" ser forçado a abrir mão da peça por ter se envolvido num acidente automobilístico e ser preso.

- Acho que ganhar do "Rumble" de novo vai ajudar (meu legado), mas, no final das contas, vai depender da minha rivalidade com Jones. Anthony fez um ótimo trabalho subindo duas categorias, mas estamos falando de uma rivalidade com um cara que é considerado um dos melhores de todos os tempos, então isso é o que vai solidificar meu legado. Vencer Anthony de novo vai fechar o capítulo. As pessoas realmente acreditam nele e amam os nocautes, ele tem a reputação de ser o cara mais assustador da divisão. Ganhar dele deve responder a algumas perguntas, mas ainda vai depender da rivalidade com Jones - declarou DC, em teleconferência com a imprensa internacional na noite de quinta-feira.

Apesar disso, Cormier jura que não está desviando o foco da missão do próximo dia 8 de abril, em Buffalo (EUA). Até porque, dado o histórico de Jones - após ser forçado a vagar o cinturão menos de um mês antes do UFC 187, em maio de 2015, foi retirado do UFC 200, em julho de 2016, no qual enfrentaria DC, com menos de uma semana de antecedência ao ser flagrado no exame antidoping - não dá para confiar que o ex-campeão vai estar presente na data marcada.

- O foco está no Anthony, não posso me preocupar com o que vem a seguir. Apesar de eu acreditar que o caminho para a vitória está no meu favor, o caminho dele de vencer é muito perigoso. Ele pode me nocautear. Não posso ficar me preocupando com um cara que não pode ser confiado para estar elegível a lutar. É difícil fazer isso.

O UFC 210 acontece no próximo dia 8 de abril, e o Combate transmite ao vivo e com exclusividade. Confira o card completo e atualizado:
UFC 210
8 de abril, em Buffalo (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 23h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Daniel Cormier x Anthony Johnson
Peso-médio: Chris Weidman x Gegard Mousasi
Peso-palha: Cynthia Calvillo x Pearl Gonzalez
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Patrick Côté
Peso-leve: Will Brooks x Charles do Bronx
CARD PRELIMINAR (a partir de 19h15, horário de Brasília):
Peso-pena: Myles Jury x Mike de la Torre
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Sean Strickland
Peso-pena: Shane Burgos x Charles Rosa
Peso-meio-pesado: Patrick Cummins x Jan Blachowicz
Peso-leve: Josh Emmett x Desmond Green
Peso-leve: Gregor Gillespie x Andrew Holbrook
Peso-galo: Katlyn Chookagian x Irene Aldana
Peso-mosca: Magomed Bibulatov x Jenel Lausa
Fonte:G1

Related

Notícias 1655341052847462172

Postar um comentário

TV Web TriLivre

Bem Vindo Ouvinte!

Seja bem vindo a Rádio Tribuna Livre, um portal de entretenimento garantido onde você vai poder ouvir as melhores músicas, ficar por dentro das notícias e interagir com a galera mais antenada da rede. Faça seus pedidos, participe das promoções e deixe seu dia muito mais animado com esse som!

Receba As Notícias por E-Mail

Qual seu Estilo?

Tempo em Juquiá

Tempo Juquia
item